Artesanato do CentroCerâmicas

Bonecas da Nazaré

As pequenas e requintadas bonecas típicas da Nazaré, trajam as tradicionais sete saias da mulher nazarena, que estão intimamente relacionadas com a faina, que foi a principal atividade do povo da região da Nazaré até ao século XX.

Não é unânime a explicação para o tradicional uso das sete saias pelas mulheres nazarenas. Há quem diga que eram usadas para se protegerem da maresia enquanto esperavam o regresso dos filhos e maridos do mar, ou que serviam para contar as sete ondas e identificar um bom raso para o barco com os seus familiares encalhar, entre outras atribuições bíblicas, míticas e mágicas que envolvem o número sete.

A produção das bonecas Nazarenas, procura preservar a memória cultural com a reprodução do traje tradicional da mulher nazarena, que é extremamente rico, quer pela sua história, quer pela sua harmonia estética. Existem 3 trajes tradicionais da mulher nazarena, o traje de trabalho, o das viúvas, o festivo e de dias de domingo (o mais representado nas bonecas) através do qual as nazarenas mostravam a riqueza da família.

A produção das bonecas típicas da Nazaré inicia-se com a escolha da boneca, de um tamanho que pode variar entre os 12 e os 40 centímetros, em porcelana para as bonecas de coleção ou em plástico para bonecas comerciais. Veste-se a boneca com uma blusa com estampas alegremente colorida e enfeitada com mangas de renda. Seguem-se as tão conhecidas sete saias e por cima um avental de cetim ricamente bordado com motivos florais. Para completar, levam na cabeça um cachené (lenço da Nazaré), e por vezes, capa preta ou xaile a compor, com um chapéu preto de feltro preto, que ajudava as nazarenas a equilibrar a canastra durante a venda do peixe, enfeitado com um pompom de lã, que era usado para limpar a cara quando chovia. Por fim, pode colocar-se como adorno um fio dourado ao pescoço, em representação dos cordões de ouro e compridos brincos que usavam as nazarenas mais abastadas.

Mas a história das bonecas não fica por aqui! Além de bonecas, também são feitos os bonecos nazarenos, representando os pescadores da zona, estes são vestidos com uma camisa xadrez, atilhos nas pernas e ceroulas atadas à cintura, são também enfeitados com o barrete, que historicamente servia para guardar o dinheiro, a navalha e o tabaco destes pescadores. Estes pescadores andavam descalços e assim estão representados nos bonecos, porém, exclusivamente nos dias de festa usavam uns tamancos de madeira.

O artesanato das bonecas típicas da Nazaré floresceu durante o século XX, quando o turismo passou a ser a principal atividade da Nazaré. Nessa altura apareceram novos artesãos, na maioria pessoas naturais da Nazaré que vieram de outras atividades. Estes andam agora transmitir os seus conhecimentos, apesar de atualmente não haver tanta gente com interesse para se dedicar a esta arte.

Encontre esta peça de artesanato na nossa loja!

Visitar