Artiroots

Colheres de pau de Arganil

As ancestrais colheres de pau de Arganil já estiveram a preparar vários alimentos deliciosos em grande parte das cozinhas das bisavós, avós e mães de Portugal.

Colchas de Castelo Branco

Foi no século XVI que surgiram as colchas bordadas de Castelo branco, destinadas a cobrir as camas dos noivos. Após o casamento as colchas eram eternamente guardadas em arcas. Nelas encontramos vários tipos de enfeites como, a albarrada ou dois pássaros. Esta é uma arte coberta de beleza e sentimentos.

Cerâmica de Alcobaça

Peças constituídas por grande beleza e originalidade, facilmente identificadas através dos seus tons amarelos, verdes, encarnados, violetas e pelo seu fundo predominantemente azul.

Bordados das Caldas da Rainha

Este tipo de bordado nasceu durante o reinado de D. João II e D. Leonor. Incentivadas pelos bordados vindos da Índia, as mulheres das redondezas dedicavam o seu tempo à aprendizagem e ensinamento da produção destas peças. Estas peças eram feitas à base de linho.

Bonecas da Nazaré

Bonecas vestidas a rigor com as tradicionais sete saias nazarenas, a que lhes são atribuídos significados bíblicos, míticos e mágicos que envolvem o número sete.

Barro preto de Olho Marinho

Esta arte é toda produzida com originalidade, do inicio ao fim. O barro é pessoalmente cavado, moldado na roda do oleiro e, enfornado e cozido num forno a lenha. Tornando assim esta arte mais trabalhosa, mas também mais amada, devido ao tempo oferecido para a produção destas peças.

Adufe das Beiras

É hoje, um dos principais ícones culturais tradicionais de Portugal, renascido em força nas aldeias de Idanha-a-Nova.

Foles de Pinhel

Arte e tradição em vias de extinção que é mantida por amor, por escassos foleiros que teimam em não deixar morrer a tradição da sua terra.

Cerâmica das Caldas da Rainha

Foi sobre o reinado de D. João II que surgiu a Cerâmica das Caldas da Rainha, uma das mais reconhecidas e notáveis tradições de cerâmica.