Artiroots

Chocalhos de Alcáçovas

A produção de chocalhos em Portugal foi classificada pela UNESCO como Património Cultural Imaterial com Necessidade de Salvaguarda Urgente. Possuir um Chocalho de Alcáçovas é possuir um fragmento de História, de uma Identidade e de uma Tradição secular.

Bordado de Guimarães

Este artesanato conhecido por todo o país, ganhou fama derivado à sua beleza. Originalmente as peças eram produzidas à base do linho, que sempre fora muito presente nas redondezas. O artesãos produtores destas peças usam 18 pontos de bordar diferentes, optando por vários consoante o que desejam produzir.

Bordado de Terras de Sousa

Esta arte nascida no porto é requintada em beleza e originalidade. Na sua produção são usados vários tipos de pontos, entre eles estão os pontos: espinhas; crivos; bainhas; pontos reais, adamascados ou pontos de fundo.

Capas de Honras Mirandesa

Em Miranda diz-se que há nove meses de inverno e três de inferno, isto devido à irregularidade do presente clima, ou estava demasiado calor, ou frio em demasia. Com isto nasceram as Capas de Honras, criadas com o propósito de proteger os pastores e guardadores de vacas.

Bengalas de Gestaçô

Alguns destes produtos são enfeitados com cabeças de animais, alguns com madrepérola, prata e até ouro. A bengala é algo utilitário, mas se for utilitário e bonito, melhor!

Barro de Vilar de Nantes

Vilar de Nantes é conhecida como a “Terra dos púcaros de barro preto” derivado às suas belas peças de artesanato. As peças ganham a sua cor negra enquanto são cozidas, toda a fumaça da madeira consome as peças e dando assim uma cor escura às mesmas.

Figurado de Barcelos

É composto por figuras da mais pura criatividade, que representam cenas de cariz religioso e festivo, cenas referentes à vida quotidiana de diferentes épocas, e figuras do imaginário das quais se destaca um dos mais conhecidos e carismáticos símbolos de Portugal, o famoso Galo de Barcelos.

O Cavaquinho

O cavaquinho é um instrumento de pequenas dimensões constituído por quatro cordas. Originalmente este era tocado apenas com os dedos polegares e indicadores, de modo rasgado.