Artesanato do CentroTextil

Colchas de Castelo Branco

Foi no século XVI que surgiram as colchas bordadas de Castelo branco, destinadas a cobrir as camas dos noivos. Após o casamento as colchas eram eternamente guardadas em arcas. Estas colchas foram levadas ao seu auge no século XVIII. Nestas colchas podemos encontrar vários enfeites, entre eles está a albarrada, cujo enfeite representa uma habitação; também temos os dois pássaros, este enfeite representa o casamento ou um casal. Estas colchas são geralmente feitas a partir do linho, além disso, estas colchas são bordadas com fios de seda, cujos fios têm tons alegres. Quando falamos de colchas de Castelo Branco, temos que falar dos três tipos de colchas, temos assim as colchas ricas, as populares e as mistas.

Esta arte cresceu com a criação de casas senhoriais, casas onde se podia aprender a bordar estas colchas. Para salvaguardar esta arte, foram também criadas actividades e escolas de bordados. E assim foi, sempre sem perder a sua pureza/autenticidade, nestas casas era ensinada arte, e esta passada de geração em geração até chegar aos dias de hoje. As artesãs têm lutado diariamente contra o esquecimento desta arte. Pode-se dizer que as colchas de Castelo Branco não tiveram o destino merecido, sendo uma arte tão bem trabalhada, sendo necessária tanta prática e paciência para a sua produção. É triste dizer que com passar dos tempos há cada vez menos pessoas com vontade de aprender a bordar estas colchas, e que esta triste situação pode levar a arte à sua decadência.

Encontre esta peça de artesanato na nossa loja

Visitar